NOTÍCIAS

Mais segurança no comércio

10/11/2020

A parceria entre a Associação Comercial de São Vicente, a Prefeitura da cidade e a Polícia Militar (PM) apresenta uma iniciativa que busca intensificar a segurança no comércio local. A ação é interliga as câmeras dos estabelecimentos com as da PM, possibilitando a expansão dos pontos de monitoramento e evitando possíveis crimes. O projeto aguarda aprovação de São Paulo para começar a vigorar.

 

A conexão via rede será feita pelos técnicos especializados da Polícia, que criarão uma ligação direta entre a câmera do lojista com o 39° BPMI, que serão os responsáveis por monitorar 24 horas por dia. Para fazer parte, é necessário ir até a sede da Associação e assinar um termo concordando com a iniciativa.

Segundo o Major da Polícia, Michael Douglas Morais, futuramente o projeto pode ser expandido alcançando os munícipes através das câmeras de prédios e casas. “É possível criar esta abertura, em um momento futuro, porém demanda de uma infraestrutura muito grande e também de muito recurso financeiro. Para utilização de câmeras residenciais é mais fácil um convênio com a Prefeitura municipal que está estruturando um sistema de monitoramento integrado que abrange agentes de Trânsito, Guarda Municipal e Polícia Militar”.

Operação Delegada

A ação promovida a partir da Prefeitura de e a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, mobiliza fiscais do município e quatro policiais militares, que percorrem o Centro da cidade abordando ambulantes em situação irregular. O secretário de Comércio, Indústria e Negócios Portuários (Secinp), Paulo Roberto Bonavides, explica que a intenção é evitar prejuízos. “Muitas vezes um ambulante irregular vende em frente ao estabelecimento regular, os mesmos produtos, dos quais não sabemos a procedência, a legalidade, se tem selo de qualidade ou não, além de não pagar os impostos e atrapalhar o fluxo da calçada”, diz.

O Major Moraes comenta que a reclamação não vem somente dos comerciantes. “Os munícipes tem reclamado do número de ambulantes que tem no centro, e estamos fazendo este trabalho em busca de uma resposta positiva aos moradores da cidade”, e completa, “a meta da operação é diminuir ao máximo o comércio ilegal em São Vicente, e desde já temos obtido uma ótima aceitação da população”. A respeito dos resultados o major comenta, “Estamos fazendo apreensões diariamente, mas nosso foco é um resultado maior a médio e longo prazo”.

Delegada e segurança

Segundo Moraes, a operação também colabora com a diminuição da criminalidade. “O fato do policial estar mais presente no Centro, andando abordando e visitando os comércios, também inibe outros crimes como furtos e outros delitos que acontecem na região central”, completa. O comerciante Neder Egal fala sobre essa assistência, “Além da necessidade da Operação Delegada, surge a ajuda em uma situação esporádica no comércio, que dispõe um apoio maior da PM e da Guarda Municipal”.

O presidente da Associação Comercial, Alcides Antoneli, coloca a operação como muito efetiva, e diz que ainda há de melhorar, “Temos levado as causas do comércio para a prefeitura e manifestado a voz dos comerciantes. Já estamos obtendo um grande retorno, com a abertura nos dada pelo Secretário do Comércio. Nossa intenção é melhorar mais ainda a fim de limitar as ações ilegais na cidade”. A relação entre a Associação e os órgãos Municipais geram satisfação aos empresários. “Nossa intenção é trazer a informação para todos e ouvi-los, para tornar as iniciativas coerentes e focadas no que realmente é importante”, finaliza Antoneli.

 



Ícone de envelope

Fique por dentro das novidades. Preencha o formulário abaixo e receba nossa newsletter.

PUBLICIDADES